B O L E T I M Número 68 de Janeiro 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 


O p i n i ã o  

  • A Vós a Razão
  • Colaborador afirma: "Apesar de dizerem que temos de ser nós a escolher e a propor algum tipo de formação, mesmo assim, ouço sempre o burburinho de termos pouca formação, e penso mesmo que é uma realidade".

  • Asneira livre
  • Colaborador comenta: "Para mim tem sido muito bom estar aqui, acho que estou a aprender muito e que ainda tenho muito por fazer. Portugal e a sua gente abriram-me as portas e fico agradecido".

  • Galeria do Insólito
  • Da colheita da azeitona ao Big Brother em forma, o insólito não tem repouso no INESC Porto...

  • Biptoon
  • Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Ver Notícias

 

A S N E I R A  L I V R E


Problema de expressão

Imagem Principal Artigo

Por Alvaro Duque *

Depois de ficar aqui quase sete meses, as coisas não são tal como eu as havia imaginado de início.

As pessoas estão a pensar que o espanhol é muito similar ao português ou vice-versa, coisa que pode ser verdade em muitos aspectos, mas na hora de falar na rua e procurar coisas sozinho não é assim tão fácil.

Com o tempo que já tenho aqui acho que posso perceber e falar sem muitos problemas ou pelo menos as pessoas percebem-me e eu a elas; e espero que seja o suficiente para escrever isto agora. No entanto ainda tenho de usar frases como "fala devagar por favor", "como é o nome disto" e a mais usual do todas ainda "não percebi, podes repetir", mas acho que o tempo que ainda me resta aqui é suficiente poder aprender bem português.

Uma das coisas que acho mais engraçadas é quando as pessoas me perguntam "de onde é que tu és?", pois quando eu digo que sou da Colômbia, os comentários são algo na maioria dos casos: "Shakira, Shakira" ou algumas vezes falam-me de futebol com nomes de jogadores como Valderrama, Higuita, e também de Juanes (tengo la camisa negra), e outras vezes de coisas que não são boas do meu país, mas que são verdade. Eu não fico chateado por isso e prefiro fazer brincadeiras.

Para mim tem sido muito bom estar aqui, acho que estou a aprender bastante  e que ainda tenho muito por fazer. Portugal e a sua gente abriram-me as portas e fico agradecido. Procurarei ficar por mais tempo para aproveitar esta oportunidade que tenho agora.



* Colaborador da Unidade de Sistemas de Energia (USE)



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.