B O L E T I M Número 72 de Maio 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
   

D E S T A Q U E

INESC Porto em cooperação com o NIAAD

Uma nova vitalidade para o futuro

Imagem Principal Artigo

Depois da entrada da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e do Instituto Politécnico do Porto, como novos Associados do INESC Porto, surge agora a oportunidade de uma cooperação com o NIAAD - Núcleo de Inteligência Artificial e Análise de Dados. Este centro de investigação da Universidade do Porto congrega actividades de investigação nas áreas de Inteligência Artificial e de Ciência de Computadores. Essa cooperação é o primeiro passo para a criação da Rede INESC Porto – Laboratório Associado, uma nova estrutura que reúne grupos de investigadores em redor do INESC Porto e que pressupõe o seu reconhecimento pela FCT. O dia 8 de Maio ficou marcado como a data oficial de apresentação do NIADD ao INESC Porto.

Como tudo começou
O NIAAD – Núcleo de Inteligência Artificial e Análise de Dados nasceu em 1988, em simultâneo com o LIACC - Laboratório de Inteligência Artificial e Ciência dos Computadores. Nessa altura o LIACC tinha cerca de 10 doutorados e o NIAAD contava apenas com um doutorado, Pavel Brazdil, um dos fundadores do LIACC. Segundo Pavel Brazdil, o objectivo da criação do LIACC “era juntar vários grupos pequenos, atingir a "massa critica" para poder entrar “com força” na investigação das áreas de Inteligência Artificial e de Ciência de Computadores.

Recentemente, o NIAAD elaborou uma proposta para criar uma Unidade de I&D, o LIAAD - Laboratório de Inteligência Artificial e Apoio à Decisão, que foi submetida à FCT. “Uma vez que a proposta foi aprovada, iremos tratar da nossa entrada na Rede INESC Porto - Laboratório Associado, em conformidade com o plano”, afirma o coordenador do NIAAD.

O primeiro contacto com o INESC Porto
Questionado acerca do início da sinergia com o INESC Porto, Pavel Brazdil comenta que o NIAAD sempre teve algum conhecimento do trabalho feito pelo INESC Porto, quer nas sessões de avaliação de projectos organizadas pela FCT, quer nas sessões organizadas pela Reitoria da U.Porto. Além disso, o professor acrescenta que o NIAAD obteve ainda informações através da imprensa e através de contactos pessoais, como por exemplo com Vladimiro Miranda.

Pavel Brazdil recorda os idos anos 90 quando se deslocou, com Luís Torgo, também colaborador do NIAAD, ao INESC no Porto (que nessa altura estava no centro do Porto), para apresentar um seminário na área de Aprendizagem Automática. Mais recentemente, “o INESC Porto atraiu a nossa atenção por ser um dos Laboratórios Associados no País”, revela o coordenador.


A sinergia com o INESC Porto
De acordo com o professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto (FEP), o NIAAD considerava a hipótese de criar um Laboratório Associado de raiz, ou juntar-se a um já existente. “Quando começámos a ver a segunda possibilidade em mais detalhe, verificámos que há de facto bastantes sinergias entre as duas instituições que podiam ser exploradas e assim decidimos avançar com a segunda possibilidade”, declara Pavel Brazdil.

Neste momento, o NIAAD tem mais de 30 membros, metade dos quais são doutorados. A maioria dos elementos são da FEP, mas conta também com elementos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) e Universidade da Beira Interior. Para além disso, alguns membros pertencem a outros institutos, como por exemplo, o Instituto Nacional de Estatística (INE) ou a empresas como Enabler, Banif, entre outras.

Objectivos e linhas estratégias do futuro LIADD
A nova Unidade LIAAD proposta irá herdar os objectivos do LIACC-NIAAD, ajustando-as à nova situação. Procurará realizar investigação básica e aplicada em Data Mining, Machine Learning, Inductive Logic Programming, Análise de Dados, Adaptive Modelling, Cognitive Modelling, Intelligent Decision Support, Optimização e Controlo de Processos.

Além disso, o objectivo é conduzir investigação interdisciplinar, que inclua as áreas de Economia, Gestão, Marketing, Finanças, Controlo de Produção, Optimização, Controlo de Fluxos e Distribuição (ex. energia); Ciências da Saúde, Biotecnologia, Farmacologia; Automação da Web, Análise Automática de Texto (ex. classificação de documentos, extracção automática de informação de documentos etc.), entre outras.

A parceria com o INESC Porto
Na opinião do coordenador do NIAAD, existem muitos pontos de contacto e interesses comuns entre os objectivos do NIAAD e do INESC Porto. Assim, a participação de ambos na Rede INESC Porto – Laboratório Associado irá proporcionar vantagens a ambos, incluindo por exemplo, vantagens relacionadas com a transferência de tecnologia para as empresas

Pavel Brazdil considera que quase nada acontece por acaso, e por esse motivo, serão planeadas acções especificas para aproximar mais as duas entidades, como por exemplo, seminários, colaborações pontuais numa área escolhida, entre outros.

Um sinal de vitalidade
Segundo António Gaspar, a integração do NIAAD na nossa instituição “representa um sinal de vitalidade do INESC Porto e de confiança no nosso projecto, que agora passa a ser um projecto conjunto”. Esta será “uma oportunidade para nos apercebermos do valor da instituição que temos construído ao longo destes anos”, realça.

O coordenador da Unidade de Sistemas de Informação e Comunicação (USIC) questiona “quantas vezes lamentamos os nossos defeitos e não valorizamos as nossas virtudes” e garante que “certamente teremos algumas ou um grupo com a qualidade do NIAAD não se teria juntado a nós”. Este é também um momento de refundação do INESC Porto, um novo começo, com uma geometria organizacional mais flexível e adaptável à complexidade do meio que nos circunda”, afirma António Gaspar.

Uma mais-valia para cada Unidade
Para Manuel Matos, coordenador da Unidade de Sistemas de Energia (USE), a integração do NIAAD no INESC Porto é positiva. “É um grupo com capacidade científica e massa crítica, que trabalha em áreas próximas ou complementares das actuais do INESC Porto”, declara.

“As competências do NIAAD são claramente complementares das competências da USIC ao nível do domínio, pois operam no campo da Inteligência Artificial e da Análise de Dados, áreas pouco cobertas pela USIC, e ao nível do tipo da actividade, por ser maioritariamente de carácter científico, ao contrário da USIC, sendo um dos nossos objectivos estratégicos desenvolver esta vertente”, refere António Gaspar.

Potenciar novos projectos
O coordenador da USIC realça as expectativas da Unidade nesta colaboração. “Temos, pois, as maiores expectativas no estabelecimento de uma colaboração profunda entre as duas equipas, explorando esta complementaridade, certos de que tal conduzirá a novos projectos de investigação e a novas oportunidades de colaboração com as empresas e instituições com que nos relacionamos”, revela o coordenador.

Por seu turno, para a USE, “há uma possibilidade interessante de aprofundamento de metodologias que já utilizamos, mas onde o NIAAD tem feito investigação mais fundamental, que podemos potenciar, para além da hipótese de colaboração em relação a metodologias e técnicas onde não temos investido, mas que podem complementar a nossa oferta em relação a áreas e problemas específicos”, conclui Manuel Matos.

 



INESC Porto © 2019  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.