B O L E T I M Número 62 de Maio 2006 - Ano VI

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 


O p i n i ã o  

  • A Vós a Razão
  • Colaboradora propõe: “Antes que os crescentes problemas lombares obriguem à revisão contratual com a entidade de seguros, que tal sincronizar o bailado para uns elegantes 90º?”

  • Asneira livre
  • Colaboradora desabafa: “A verdade é que a maternidade é uma opção que carrega muito medo e ansiedade e tudo é muito nosso, muito da mãe - perdoem-me os homens, os pais que estão a ler...”

  • Galeria do Insólito
  • Como reagiria se durante um agradável vôo aos Açores, algúem instalasse o pânico a bordo? Temos um colaborador que demonstrou muita paciência e tranquilidade...

  • Biptoon
  • Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Ver Notícias

 

G A L E R I A  D O  I N S Ó L I T O


Pânico a bordo

Imagem Principal Artigo

Numa das muitas viagens a trabalho aos Açores, um dos nossos colaboradores enfrentou alguma maior turbulência durante a viagem.

Nada fora do normal…

Mas nesse dia os companheiros de viagem eram um casal de idade que não estava certamente habituado a tais viagens agitadas.

O senhor lá estava quieto no seu lugar mas já a esposa, em cada alguma maior sacudidela do avião, levantava-se e com os braços no ar em assomo de pânico e libertava do fundo do peito um “ai que vamos morrer todos!” lancinante.

Nada disto perturbaria o nosso colaborador não tivesse acontecido um irritante sem número de vezes. Ou seja: a turbulência era já maior dentro da aeronave do que fora. Então, já no fim da sua paciência, esgotada com a última interjeição de terror da passageira, sabiamente se virou para ela com toda a calma do mundo e proferiu “não se preocupe minha senhora, vamos para o aeroporto João Paulo II, que mal acha que nos pode acontecer?”.

Remédio santo! Em função do resultado apaziguador, não encontrámos outras palavras que descrevessem a lucidez de espírito do nosso colega... remédio santo...




INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.