B O L E T I M Número 85 de Julho 2008 - Ano VIII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 


O p i n i ã o  

  • A Vós a Razão
  • Colaborador revela: "O nosso posicionamento no mercado tem sido uma preocupação constante. Procuramos actuar em domínios que a cada momento se assumam como clara inovação..."

  • Asneira livre
  • Colaboradora partilha a sua primeira experiência enquanto responsável pela organização de um evento de grandes dimensões, a Conferência BASYS 2008. “Considero que esta experiência foi enriquecedora para mim pois sinto que cresci e me valorizei profissionalmente e como pessoa.”

  • Galeria do Insólito
  • Num local onde a investigação é o dia-a-dia, e onde os avanços científicos são proeminentes e preciosos para toda a sociedade, a descoberta do elixir da juventude...

  • Biptoon
  • Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Ver Notícias

 

E S P E C I A L

Membro do INESC Porto LA é o terceiro português a conquistar título de “Fellow” da ECCAI

INESC Porto LA marca pontos na Inteligência Artificial

Imagem Principal Artigo

Portugal volta a evidenciar-se no sector da Inteligência Artificial, através da distinção de Pavel Bernard Brazdil – professor catedrático da FEP e coordenador do LIAAD (Laboratório de Inteligência Artificial e Apoio à Decisão) INESC Porto LA - com o título de “Fellow” da European Coordinating Committee for Artificial Intelligence (ECCAI).

Este reconhecimento deixa o investigador “muito honrado”, pois, de acordo com as condições estipuladas, “recognizes individuals who have made significant, sustained contributions to the field of artificial intelligence (AI) in Europe” e assim, poderá criar, segundo Pavel Brazdil, melhores condições para uma maior intervenção portuguesa no âmbito da Inteligência Artificial a nível europeu.

Entre os melhores da Europa
A fasquia é alta, pois somente 3% dos membros das 28 sociedades membro da ECCAI de 26 países podem ser distinguidos com o título de “Fellow” desta instituição.

Afirmando-se “evidentemente, muito contente” por ser o terceiro português a conquistar o título, e na esperança de que “esse número cresça no futuro”, Pavel Brazdil evidencia a importância deste tipo de reconhecimento na vida de um investigador, apesar de não ter estado entre os seus objectivos profissionais. De facto, afirma que prefere colocar "questões interessantes que nos fazem avançar e impulsionam a investigação e o progresso”.

A ECCAI é uma instituição europeia de referência na área da Inteligência Artificial, segundo Pavel Brazdil, “proporcionando a colaboração entre as diferentes associações nacionais, o intercâmbio de ideias entre as suas diferentes subáreas”, conduzindo, consequentemente, “a novas ideias e novos desenvolvimentos”.

Distinção pode reforçar papel português no contexto europeu
Maior do que o prestígio que esta distinção significa para o investigador que reside em Portugal desde 1982, bem como para as instituições que o acolhem (U. Porto em particular), esta pode assumir-se como um marco na intervenção portuguesa no sector da Inteligência Artificial no contexto europeu.

Pavel Brazdil é um dos membros da Associação Portuguesa de Inteligência Artificial (APPIA) - a sociedade que representa Portugal na ECCAI –, e vê neste título uma plataforma capaz de “conseguir uma maior intervenção portuguesa nesta entidade europeia”.

Professor na Faculdade de Economia da Universidade do Porto (FEP) há quase três décadas, onde possui o estatuto de Professor Catedrático e membro da APPIA, que presidiu durante quatro anos, Pavel Brazdil foi propulsionador e co-responsável pela organização do primeiro encontro na área de Inteligência Artificial em Portugal (EPIA).

Pavel Brazdil, uma vida dedicada à Inteligência Artificial
Licenciado em Engenharia Electrotécnica na República Checa (o seu país de origem) em 1968, é através do doutoramento em Inteligência Artificial na Universidade de Edimburgo - nessa altura um dos centros reconhecidos na área, além de MIT e U. Stanford, EUA - que inicia a sua especialização neste campo.

Segue-se, em 1988, a criação do Grupo de Inteligência Artificial e Análise de Dados (NIAAD) que, ao integrar-se no Laboratório Associado INESC Porto em 2007, adopta a designação de LIAAD INESC Porto LA. “Temos razões para pensar que o grupo se afirmou como um dos importantes não só na Europa, mas também a nível mundial”, afirma o investigador.

No campo de I&D, o papel do director do LIAAD INESC Porto LA foi marcado pela publicação de mais de 120 artigos em revistas da especialidade, capítulos de livros e actas de congressos internacionais, bem como pela publicação, enquanto co-autor, de cinco livros. O valor acrescentado do trabalho desenvolvido por Pavel Brazdil passou ainda pela promoção da interdisciplinaridade entre as sub-áreas de Inteligência Artificial - Aprendizagem Simbólica e Data Mining - e outras áreas do saber, nomeadamente através de aproximações à Gestão e à Economia, com ênfase particular, por exemplo, na questão de como contabilizar os custos (custos para obter mais informação, custos de erros na previsão, entre outros), ou na modelação adaptativa de agentes económicos.

Pavel Brazdil em Discurso Directo
BIP - Qual será, na sua opinião, o papel/aplicações da Inteligência Artificial (IA) nos próximos 20 anos?
“As palavras "Inteligência Artificial" confundem muitas pessoas. (…) Penso que há muitas áreas que podem beneficiar dos estudos feitos na IA.

Quanto às áreas de aplicação, (…) algumas são relacionadas com as áreas de economia e gestão. Mas há muitas outras áreas onde considero que IA poderá ser útil, incluindo, por exemplo, as áreas de saúde, bioinformática ou tecnologias de linguagem humana, para dar só uns exemplos.

Há 20 ou 30 anos a tendência era subdividir o problema em subproblemas mais pequenos e tratáveis (por exemplo o estudos de visão, linguagem ou aprendizagem em separado). Isso levou a área a uma certa fragmentação. Hoje em dia a tendência vai no sentido oposto. Como juntar as teorias parcelares, permitindo explicar cada vez mais o mundo que nos envolve e tratar cada vez problemas maiores que necessitam soluções. O progresso nesta área necessita, evidentemente, de um bom desenvolvimento teórico.”



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.