B O L E T I M Número 86 de Setembro 2008 - Ano VIII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 

N o t í c i a s  

INESC Porto LA  

A n ú n c i o s  

  • Jobs For The Boys And Girls
  • Nesta secção, o leitor encontra referência a anúncios publicados pelo INESC Porto, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Ver Opinião

 

N O T Í C I A S


USIC apoia a modernização do Douro vitícola

Imagem Principal Artigo

A Unidade de Sistemas de Informação e Comunicação (USIC) está a colaborar com o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), a convite deste, com o objectivo de fornecer serviços especializados de consultoria em Sistemas de Informação Geográfica aplicados à gestão do património vitícola. O IVDP é responsável por promover o controlo da qualidade e quantidade dos vinhos do Porto, regulamentando o processo produtivo, bem como a protecção e defesa das denominações de origem Douro e Porto e da indicação geográfica Duriense.

A colaboração da USIC neste projecto do IVDP, que teve o apoio da Medida 1.4 do Programa Operacional do Norte (Programa ON), iniciou-se em Março de 2007 e contou com duas fases: um projecto-piloto visando a definição de conceitos, modelos e procedimentos para a automatização da gestão do potencial vitícola e das denominações de origem na região, e o desenvolvimento de um protótipo para a gestão da classificação de parcelas com vinha que assegurasse a operacionalidade do IVDP já a partir da vindima de 2008, designado por Sistema de Informação Vitivinícola da Região Demarcada do Douro (SIV-RDD).

A estrutura da organização do projecto está dividida em Equipa de Desenvolvimento (INESC Porto) e Equipa Técnica de Projecto (IVDP e IVV), tendo o INESC Porto e o IVDP responsabilidades na gestão do projecto. Por parte do INESC Porto participam António Coelho, Artur Rocha, Lígia Silva e Lino Oliveira.

O projecto-piloto permitiu a definição dos conceitos, procedimentos e regras necessários para efectuar levantamentos de parcelas de vinha, tendo em atenção os aspectos legais e técnicos associados, e que garantam a compatibilização da representação das parcelas pelas várias entidades intervenientes na regulação da vinha e vinho na Região Demarcada do Douro (RDD).

Foram, igualmente, respeitados os procedimentos e as normas do Sistema de Informação da Vinha e do Vinho (SIvv), da responsabilidade do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), evitando assim redundância de informação entre os vários actores regionais e nacionais envolvidos. Tendo como ponto de partida várias definições de parcela de vinha, conseguiu-se estabilizar uma definição, de modo a que exista uma só que todas as instituições adoptem e apliquem. De igual forma e, implicitamente, os critérios de parcelamento foram ajustados a essa definição permitindo que, após estabilizada, se pôde partir para a sua aplicação.

O Protótipo de Gestão da Classificação de Parcelas com Vinha, desenvolvido na segunda fase do projecto, assegura a informatização do processo de classificação das novas parcelas com vinha, desde a fase de levantamento de campo, até à integração no sistema do IVDP que assegura a gestão da classificação das parcelas com vinha da Região Demarcada do Douro, bem como a gestão do processo inerente à autorização para produzir mosto generoso, já a partir da vindima de 2008.

Os resultados deste projecto têm um grande impacto na Região Demarcada do Douro uma vez que permitem a automatização da gestão do potencial vitícola das denominações de origem, incrementando a capacidade do IVDP de controlar, promover e defender as denominações de origem e indicação geográfica da Região Demarcada do Douro.



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.