B O L E T I M Número 75 de Setembro 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 


O p i n i ã o  

  • A Vós a Razão
  • Colaborador comenta: "A competitividade foi o que mais me marcou durante a minha estadia na Universidade da Califórnia. Não no sentido normalmente associado à palavra de tentar prejudicar os outros..."

  • Asneira livre
  • Colaboradora revela: "O meu estágio aqui no INESC Porto está a superar as minhas expectativas, uma vez que se trata de uma instituição completamente diferente..."

  • Galeria do Insólito
  • Será que receber dinheiro dá sempre lucro? Nem sempre é assim, ora veja...

  • Biptoon
  • Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Ver Notícias

 

E D I T O R I A L


O Tigre em nós

Está o Mestre com o seu discípulo quando surgem afogueados três intrusos. O primeiro avança.
- Mestre, tenho um grande problema que muito me angustia: como continuar a dar de comer aos pobres da nossa aldeia, que não têm o suficiente, sem gerar injustiças?

O Mestre escuta-o. Estremece o segundo, desesperado.
- Mestre, isso cria-nos uma dificuldade muito séria que me traz apoquentado: os pobres da nossa aldeia a quem socorremos dando comida não querem mais trabalhar para ganhar sustento, porque recebem a comida de graça!

O Mestre aguarda sereno que ele conclua. Eis que intercede o terceiro.
- Mestre, os agricultores e padeiros que vendiam os seus produtos já não os vendem porque o que distribuímos de graça arruína a viabilidade do negócio deles e, por isso, geramos mais pobres ao auxiliar os que tínhamos!

O Mestre sorri. Murmura a todos palavras breves e despede-os com um sorriso extasiado. O discípulo revolta-se.
- Mestre, como podes ficar sorrindo e brilhando do rosto quando estes homens bons te apresentam este caso tão difícil e, ao que percebo, sem solução evidente, porque também não é solução deixar morrer à fome quem é carente?

Ao que o Mestre responde:
- Carpir não resolveria nada, como compreenderás. Os lamentos que escutaste, tomo-os como diagnóstico, e basta. Mas não te equivoques, o meu rosto não é o do irresponsável inconsequente, é mais o da adrenalina da iminência da acção.

Quando tens um problema, não fazer nada é sempre uma forma de fazer tudo ao contrário. Não respondas, pois, aos problemas na tua vida com lamentos mas descobre o tigre em ti.

Um problema difícil? Agora é que a vida fica interessante.



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.