B O L E T I M Número 79 de Janeiro 2008 - Ano VIII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 


O p i n i ã o  

  • A Vós a Razão
  • Colaboradora confessa: "O primeiro dia de trabalho numa nova organização: novas tarefas, novas funções, novos colegas, e as expectativas… Roer as unhas, arrancar cabelos, crises de ansiedade, cãibras, tiques nervosos...

  • Asneira livre
  • Colaboradora revela: "“Andar em bicos de pés” é, então, uma maneira “simpática” de dizer que me sinto como um “soldado em sentido”, um soldado novato que não quer fazer asneiras durante a sua recruta...

  • Galeria do Insólito
  • É sabido que alguns reconhecem a importância da Gematria e da Numerologia Cabalística, aquela arte (ciência?? rindo...

  • Biptoon
  • Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Ver Notícias

 

E S P E C I A L

Num instituto de excelência, as pessoas fazem a diferença

Brilho na Sombra

Imagem Principal Artigo

Para que uma instituição como o INESC Porto funcione, são necessárias pessoas que desempenhem o mais variado tipo de tarefas, e cujo empenho seja incondicional. Articular a quantidade de solicitações que têm com boa disposição e humildade não é tarefa fácil, mas no INESC Porto não é raro encontrar casos desses. Mais raras, são as pessoas que apesar do muito que fazem, permanecem mais escondidas na sombra...

Quinze Minutos de Fama
Por entre as mentes brilhantes que compõem o INESC Porto e que fazem dele uma instituição de excelência, muitos são os colaboradores que se destacam e de quem se fala, ou pela sua personalidade vincada, ou pela visibilidade que o seu trabalho adquire.

De outros não se fala tanto, não porque não sejam notados e apreciados, mas porque eles próprios adoptam uma postura discreta e preferem manter-se no escuro.

Mas o BIP vê bem entre as sombras, e decidiu trazer esses colaboradores para as luzes da ribalta, e apontar os holofotes para as pessoas que discretamente fazem o INESC Porto brilhar!

Contas com a Vanda
A pôr as contas em ordem e a resolver os quebra-cabeças de todos os colaboradores que pouco ou nada percebem de contabilidade está a Vanda Ferreira, que ajuda sempre com um sorriso. Reservada, sensata, paciente, solidária, simpática e lutadora, são algumas das características que, segundo os colegas, descrevem a colaboradora que faz parte do Instituto desde 2000, “São características que muito me agradam e que considero fundamentais para as funções que desempenha, por serem muito dependentes do trabalho (diga-se contribuições) de terceiros”, afirma Marta Barbas.

Com estas qualidades, Vanda Ferreira torna-se uma pessoa com quem é fácil trabalhar. Assim, o revela Marta Barbas: “É muito bom poder contar com a colaboração de uma pessoa com formação avançada, extremamente interessada e responsável. É uma pessoa frontal e sincera sem ser, no entanto, conflituosa, o que facilita o trabalho em equipa, imprescindível na área em que trabalhamos”, e acrescenta ainda que inteligência e ponderação em momentos de "crise" a tornam uma excelente profissional.

A pronúncia, que já foi mais vincada, e o orgulho em ser madeirense fazem com que os colegas brinquem com Vanda, segundo Leonel Cardoso: “Conseguimos com isto provocar acesos diálogos, momentos de boa disposição e convívio que demonstram também o carisma lutador da Vanda”.

A educação de Rúben Moreira
No Serviço de Gestão e Informação (SIG), o BIP decidiu apontar os holofotes ao sempre prestável Rúben Moreira, que responde prontamente às solitações que lhe são feitas desde que o dia em que entrou no INESC Porto, em 2006. A boa-educação, a simpatia e o zelo são as principais características apontadas a este colaborador, ao qual não falta, apesar disso, boa disposição. António Carlos Sá brinca, dizendo que Rúben “dá sentido à máxima ‘trabalho é trabalho, conhaque é conhaque’”.

“O Rúben por vezes parece que não pertence ao planeta INESC Porto, de tão formal e cerimonioso que é o seu tratamento com as pessoas pouco mais velhas do que ele e que com ele trabalham mais directamente”, afirma António Carlos, que diz compreender “que ele teve uma educação que se traduz no seu comportamento, sempre respeitoso para com todos, um respeito que nós, que privamos há mais tempo uns com os outros nesta instituição já perdemos...” Além da sua personalidade, José Correia destaca a capacidade profissional de Rúben, afirmando que se “dedica de forma empenhada às tarefas que lhe são atribuídas”.

Para o mais jovem elemento do SIG, a maior satisfação que retira de trabalhar no INESC Porto é “conseguir ultrapassar os desafios e objectivos propostos, pois como são assuntos novos e poucos explorados, cada um é sempre uma ‘luta’, que quando é ganha transmite o sentimento de dever cumprido”. Ruben considera ainda o seu local de trabalho “uma instituição que está constantemente a colocar desafios, pois por ser baseada em investigação, implica um "desbravar" permanente em novas áreas para se ir sempre mais longe”.

Carlos Costa, o “self made man”
Auto-intitulado o “self made man” do INESC Porto, Carlos Costa é um exemplo de simpatia e de boa-vontade. Sempre que é necessário resolver um problema de infra-estruturas, este colaborador está disponível! Flávia Ferreira é testemunha desse empenho, afirmando que “é muito bom trabalhar com o Carlos, pois está sempre pronto para ajudar, mesmo que tenha algum trabalho urgente para fazer não é capaz de dizer ‘agora não posso‘...
É um excelente colega de trabalho!”

Flávia reconhece-lhe ainda um excelente desempenho face à quantidade de situações que tem que enfrentar todos os dias: “o edifício dá trabalho...há sempre problemas a resolver! Num dia falta a água, noutro dia o gás...e toda a gente bombardeia o Carlos Costa, que vai a correr tentar resolver o problema.”, mas apesar da quantidade de funções que desempenha, nunca perde o bom-humor. “Quando nos cruzamos pelo edifício é impossível não existir uma gargalhada após algum tempo de conversa”, afirma Flávia Ferreira, ao que Sílvio Macedo acrescenta: “O Carlos Costa é acima de tudo uma pessoa generosa e bem disposta. Vê sempre o copo meio cheio e está sempre disposto a ajudar os outros a vê-lo também.”

Para Carlos Costa, que é colaborador do INESC Porto desde 1992, a principal dificuldade do seu trabalho é “responder ao grande número de solicitações para melhoria das condições do espaço de cada um no INESC Porto”, afirma. “O grande desafio é procurar as melhores soluções ao menor custo. Rapidamente aperto um parafuso que falta a uma cadeira, substituo uma lâmpada, chamo a atenção à empregada de limpeza, assim como negoceio as condições do contrato de prestação de serviços ou analiso um relatório de segurança”.

A humildade de André Freitas
André Freitas, que faz parte de Serviço de Comunicações e Informática (SCI) desde 2003, é mais um dos colaboradores que confere um brilho especial ao INESC Porto, a quem todos recorrem quando têm problemas com os seus computadores.

Marta Oliveira afirma que “é muito bom trabalhar com ele, especialmente porque ele é muito solícito, diligente, e está sempre pronto a ajudar!”

Também para Graça Barbosa, o serviço deste colaborador é muito importante: “no trabalho é seguro e fiável, embora modesto (pensa que não faz nada de especial, mas faz!). Quando se pede ajuda, é prestável e eficaz. E além disso, explica o que aconteceu (mesmo que ninguém entenda!)”. Graça Barbosa acrescenta ainda que considera “que o André tem brio profissional e gosta de ajudar as pessoas a resolver os problemas. Ao contrário de alguns colegas, não se faz de caro, e isso faz dele um bom profissional.”

A paixão de Luísa Mendonça
Luísa Mendonça, no INESC Porto desde 1993, declara que o maior obstáculo no seu trabalho tem a ver essencialmente com a distância existente entre a FCUP e o edifício-sede do INESC Porto.” Apesar das dificuldades, a secretária da UOSE afirma que o facto de trabalhar com um grupo muito especial de pessoas, com quem aprende coisas novas todos os dias é o melhor aspecto do seu trabalho.

Para Lídia Vilas Boas, Luísa é uma pessoa muito criativa, dinâmica, com um elevado sentido de responsabilidade. Muito altruísta e dedicada, está sempre preparada para enfrentar os desafios com um sorriso nos lábios, nunca recusando apoio a nenhum colaborador, por mais complicado que esteja o seu dia. “Na minha opinião, o grande segredo do bom profissional é não encarar a profissão como "trabalho", mas como uma paixão. E é esse é o grande brilho da Luísa”, reflecte.

Também Ireneu Dias é testemunha da forma positiva como Luísa desempenha o seu trabalho. “Trabalhar com a Luísa é muito agradável e motivador”, afirma.

Alice Soares, boa-disposição para dar e vender
Quando a fome se começa a instalar, os colaboradores têm que restabelecer energias para continuar com a sua alta performance no INESC Porto, e nada melhor do que ir petiscar algo a um lugar onde se é recebido com um sorriso afável. Alice Soares trabalha no bar do INESC Porto há quatro anos e a sua amabilidade não passa indiferente a quem o frequenta. “A D. Alice é uma pessoa afável, simpática e muito educada. Dona de um sentido de humor e boa disposição contagiantes faz com a Susana uma dupla de sucesso!”, afirma Luís Seca.

Além da simpatia com que recebe os seus clientes, Alice Soares destaca-se também pelo seu profissionalismo. “Penso que em todas as profissões de contacto directo com outras pessoas é fundamental mostrar-se que se gosta do que se faz. A D. Alice recebe-nos sempre com um sorriso e é de um enorme profissionalismo a todos os níveis, mostrando que gosta de nos receber”, declara Luís Seca. A mesma opinião é partilhada por Andreia Cardoso, que considera que “o facto de a D. Alice não descurar o valor da educação e da gentileza no exercício das suas funções faz com que ela seja uma grande profissional.”

Para Alice Soares, o INESC Porto é o local onde mais gostou de trabalhar até hoje, especialmente porque “as pessoas são simpáticas”, e “há muito bom ambiente”, mas afirma que obviamente há tarefas que gosta menos de desempenhar, e recorda que é aborrecido quando as pessoas aparecem já na hora de fechar, mas estes são os únicos aspectos negativos que aponta

O “Brilho na Sombra” do INESC Porto não se esgota aqui. Esta é apenas uma primeira selecção de colaboradores que conferem um brilho e um valor especial à instituição, que não funcionaria tão bem sem cada uma destas pessoas!



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.