B o l e t i m Número 46 de Dezembro 2004 - Ano IV
Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 


O p i n i ã o  

A Vós a Razão
Leitor americano escreve em inglês, mas começa já a praticar a nossa Língua: "Claro, não consigo dizer tudo que quero em Português, mas o facto de poder comunicar ainda no nível que já atingi é, para mim, impressionante!"

Galeria do Insólito
Não perca as insólitas histórias: “A importância de um pêlo” e “A Margarida que virou Roberto”!

Asneira Livre
Leitor da Unidade de Optoelectrónica desabafa: “Continuo a não sentir grande ligação da nossa Unidade ao resto do INESC Porto..."

Biptoon
Bamos Indo Porreiros

Carpe Diem
Gostava de enviar um ramo de flores ao colega do lado, mas tem vergonha de lhe perguntar quando é o seu aniversário? Entre na nova secção Carpe Diem e descubra...

Ver Notícias 

 

G A L E R I A  D O  I N S Ó L I T O

A importância de um pêlo...

Por dificuldades de agenda, o presidente do INESC Porto pediu ao seu colega da Direcção, Vladimiro Miranda, que o substituísse na assinatura do Contrato de Reequipamento com a FCT, que teve lugar na Reitoria e contou com a presença da ministra da Ciência, Inovação e Ensino Superior.

A cena é pública, com palco, assistência e jornalistas. O nosso director, de caneta em riste, prepara a assinatura. Eis senão quando, repara que, por cima da linha destinada a receber a sua firma, está escrito “O Presidente do INESC Porto”. No problem, está mandatado pelo próprio presidente para assinar em seu lugar, não hesita e rabisca floreadamente: Vladimiro Miranda.

Aí vem o sobressalto: o Presidente da FCT, Prof. Ramôa, insiste aflito, em voz suave mas audível e porventura alvoroçando os mais atentos :

- Ponha aí um pêlo! Ponha um pêlo!

Um pêlo? O nosso director recorda saudosamente o revestimento capilar que já lhe agasalhou o crânio, olha as mãos, olha a roupa, um pêlo? Que horror, um pêlo...

- Sim, ponha um pêlo!

Hesitação, perturbação, angústia, a sensação de dezenas de olhos cravados e sem saber o que fazer, dar ar de imbecil em público, que vexame... Mas... ah, pois claro!, fez-se luz!

E da caneta lá emergiu com destreza um risco suplementar, “PelíO Presidente do INESC Porto”, dando forma definitiva ao documento naquele fecho de elegância clássica que todo o português bem formado em administração pública exige e aprecia.

 

... e a Margarida que virou Roberto

A nossa muito feminina Margarida Gonçalves dos Recursos Humanos é que ficou com os cabelos em pé, ao ser apelidada de Roberto Frias, num e-mail de uma candidatura de um professor indiano à função de investigador doutorado.

Dear Dr. Roberto Frias

I will be glad if you kindly consider me for a position in the area of optical sensor.
I have a good working and teaching experience in this area and will be comfortable working with fiber both theory and experiment.
Enclosed is my resume and a publication list.

Regards,

G. M.

Se a nossa colaboradora é Frias, não nos compete averiguar. Mas Roberto, francamente... Só nos falta agora que as cartas venham endereçadas ao INESC Porto, Rua Dra. Margarida Gonçalves.



<< Anterior | Seguinte >>