B O L E T I M Número 70 de Março 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
   

D E S T A Q U E

Projecto MORE CARE EDA em destaque na visita do PR

Maximizar as energias renováveis nos Açores

Imagem Principal Artigo

A Unidade de Sistemas de Energia (USE) está a valorizar os resultados do projecto More Care EDA, desenvolvido para o sistema eléctrico da Ilha das Flores, nos Açores. Este projecto pretende fornecer ao operador de rede um conjunto de estratégias que permitam maximizar a integração das fontes de energia renovável e minimizar os custos de operação, garantindo uma operação segura do sistema. Recentemente concluído, o More Care EDA mereceu a atenção do Presidente da República, que conheceu este projecto na sua visita ao INESC Porto, e de milhares de visitantes da Mostra da Universidade do Porto, que puderam perceber as suas vantagens.

Os antecedentes
O aumento da integração de fontes de energia renovável em sistemas isolados requer condições de segurança de operação, que podem ser asseguradas pela presença de ferramentas avançadas de aconselhamento aos operadores.

Na sequência dessa necessidade, nasceu o projecto europeu CARE - Sistema de Controlo para Redes Eléctricas Isoladas com Grande Penetração de Renováveis, em 1997, a que se seguiu, em 2000, o projecto MORE CARE, mais elaborado e com um grande aproveitamento dos resultados obtidos no primeiro.

O MORE CARE
Concluído em Fevereiro de 2003, o MORE CARE envolveu várias instituições de investigação e empresas de Portugal, Grécia e Holanda e resultou na instalação de protótipos para apoio à gestão da rede eléctrica em Creta (Grécia) e na ilha da Madeira, no despacho da Empresa de Electricidade da Madeira (EMM).

Um dos aspectos mais interessantes do projecto é o facto de contribuir para a melhoria do ambiente. "O uso destes sistemas permite utilizar em maior quantidade as energias renováveis, em particular a energia eólica, sem aumentar excessivamente os riscos de funcionamento dos sistemas isolados", justifica Manuel Matos. "É bom que este tipo de sistemas se generalize, visto que permite utilizar mais a energia eólica e esta contribuição é mais efectiva do que discursos sobre essas questões ou manifestações de preocupação ambiental", recorda o coordenador da USE.

O interesse da EDA
Nos Açores, o trabalho da USE é conhecido e reconhecido, devido especialmente a trabalhos anteriores realizados para a Electricidade dos Açores (EDA) e conduzidos por João Peças Lopes, também coordenador da USE, Pereira da Silva e Tomé Saraiva. Além disso, esta empresa já tinha acompanhado o MORE CARE, tendo participado em workshops organizados no âmbito deste projecto.

Quando se identificou, na Ilha das Flores, a necessidade de um sistema semelhante ao MORE CARE, a EDA resolveu contactar o INESC Porto, que deu início a todo o processo. "Como perceberam que este sistema os podia ajudar a aumentar em segurança o uso de energias renováveis na ilha, pediram-nos uma proposta e falámos com os outros parceiros", explica Manuel Matos.

O outro MORE CARE
Envolvendo o INESC Porto, a National Technical University of Athens (NTUA) e a École de Mines de Paris (Armines), a aplicação computacional More Care EDA constitui uma versão simplificada do sistema MORE CARE ajustada ao sistema eléctrico da Ilha das Flores nos Açores, estando os algoritmos de optimização, funções de segurança e grafismo devidamente adaptados.

O sistema fornece, para as 24 horas seguintes, uma indicação do escalonamento aconselhado para as diversas máquinas do sistema, apresentando para cada período de 20 minutos a solução mais económica e segura de exploração. Além desta previsão, este projecto permite ainda a visualização da produção do sistema nas últimas 6 horas.

As vantagens
Este projecto pretende fornecer ao operador de rede um conjunto de estratégias que permitam maximizar a integração das fontes de energia renovável (hídrica e eólica), minimizar os custos de operação e garantir uma operação segura do sistema. O software fornece sugestões para o escalonamento dos grupos que constituem o sistema electro-produtor da ilha das Flores, apresentando-as na forma gráfica e alfa-numérica.

Com o MORE CARE EDA os consumidores beneficiarão sempre que exista uma operação mais segura da rede, uma vez que estarão menos expostos a cortes no fornecimento de energia eléctrica. Por outro lado, é do interesse de todos a produção de energia eléctrica baseada em fontes renováveis em detrimento das fontes de energia baseadas em combustíveis fósseis, ou melhor, interessa utilizar ao máximo o recurso renovável pois não só é mais atractivo do ponto de vista económico como ambiental.

O futuro
Recentemente concluído, o projecto desenvolvido por João Peças Lopes (responsável), Manuel Matos, João Luís Pinto, Luís Seca, Luís Ribeiro da USE e João Paulo Rodrigues da Unidade de Sistemas de Informação e Comunicação (USIC), será instalado em breve na ilha das Flores. Uma vez que a EDA adquiriu um novo SCADA à EFACEC, o INESC Porto aguarda apenas a sua especificação para alterar a forma como os dados enviados são inseridos no programa.

O sucesso deste projecto está à vista e o futuro é promissor, uma vez que se prevê que o mesmo sistema possa ser utilizado noutras ilhas do arquipélago. Entretanto, o MORE CARE EDA mereceu a atenção do Presidente da República, que visitou o INESC Porto no dia 12 de Março com o objectivo de conhecer as actividades desenvolvidas nas áreas de Energias Renováveis e Ambiente. Também no espaço do INESC Porto na Mostra da U.Porto este projecto esteve em destaque.




INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.