B o l e t i m Número 47 de Janeiro 2005 - Ano IV
Início Destaque Editorial Especial Arquivo
   

N O T Í C I A S

INESC perde fundador

O BIP está de luto. É com grande pesar que anunciamos o falecimento de um dos fundadores do INESC, o Prof. Lourenço Fernandes, vítima de um acidente de viação.

O seu talento e empenho inexcedível tornaram possível a fundação do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, no qual exerceu o cargo de Director desde 1980 até Agosto de 1997.

Muitos dos colaboradores mais velhos do INESC Porto conviveram com ele e recordam o seu carácter firme e incisivo, a par do seu brilhantismo estratégico.

As exéquias fúnebres realizar-se-ão em Lisboa mas não foi possível, no fecho desta edição, confirmar data, hora ou local.

 

Nota Biográfica

Prof. João Carlos Rogenmoser Lourenço Fernandes
[06/04/1950 - 15/01/2005]

João Carlos Rogenmoser Lourenço Fernandes nasceu em Lisboa, a 6 de Abril de 1950.

Obteve o grau de Engenheiro Electrotécnico no Instituto Superior Técnico, IST, em 1972, o de M.Phil e Ph.D. no Departamento de Engenharia Electrónica da Universidade de Southampton, de 1974 a 1977, e o grau de agregado pela UTL/IST em 1989. Desde 1970 trabalhou no IST, onde foi Professor Catedrático na área de Computação Gráfica, inicialmente no Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores e desde a sua criação em 1998 no Departamento de Engenharia Informática, do qual era o seu Presidente à data do seu falecimento.

De 1972 a 1974, e de 1978 a 1979 trabalhou nos Correios e Telecomunicações de Portugal, no desenho de uma rede de controlo do stock nacional da companhia. De 1979 a 1980 foi responsável pela organização de um grupo de Planeamento de Telecomunicações.

Foi Director do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores (INESC), desde a sua criação em 1980 até Agosto de 1997, tendo representado este Instituto no Conselho de Administração da AITEC desde a sua criação, até Agosto de 1997 e fez parte do 1 Conselho de Administração da Taguspark

Foi Director do FUNDETEC desde 1988 até Julho de 1998.

Foi Director do Organismo Nacional de Informática (ONI), do Ministério do Trabalho e da Solidariedade de Agosto de 1997 a Maio de 1999 e no seguimento do trabalho realizado foi Presidente do Instituto de Informática e Estatística da Solidariedade (IIES), do Ministério do Trabalho e da Solidariedade, de Maio de 1999 a Setembro de 2001.

Ao longo da sua actividade profissional participou em inúmeras comissões e grupos de trabalho, de avaliação de política científica, tecnológica e de desenvolvimento, nacionais e internacionais.

Publicou mais de 60 trabalhos científicos, tecnológicos, pedagógicos e internacionais.

Recebeu em co-autoria dois prémios na área de instrumentação biomédica.

Fonte: Site do Departamento de Engenharia Informática do Instituto Superior Técnico.



<< Anterior | Seguinte >>