B O L E T I M Número 72 de Maio 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
   

N O T Í C I A S


INESC Porto organiza balanço do projecto FormInov

Imagem Principal Artigo

Coordenado pelo INESC Porto, em parceria com o IBMC, INEB, IPATIMUP, PIEP, INEGI e TecMinho, o projecto FormInov – Formação Integrada em Gestão da Inovação e Valorização de Investigação e Desenvolvimento (I&D) continua a decorrer com sucesso.

Foi neste âmbito que se realizou, no dia 18 deste mês, um seminário sob o tema “Estratégias e modelos de cooperação regional em I&D”, para um balanço dos resultados deste projecto inovador que teve início em Outubro de 2006, e para a apresentação de novas ideias e propostas.

Feita a abertura com um discurso do director José Carlos Caldeira, o programa seguiu com intervenções de Nuno Correia (INEGI) e do orador convidado Paulo Gomes (CCDRN). Seguiu-se ainda um debate entre os representantes das instituições presentes.

Das 10h às 13h, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN) acolheu este evento, tendo como principais objectivos a divulgação dos resultados obtidos com a execução integral do primeiro eixo do FormInov – “Planeamento do Desenvolvimento Regional”, a promoção de um espaço de debate entre as entidades parceiras e a CCDRN, bem como o reconhecimento de um importante recurso de I&D+I para o desenvolvimento estratégico da região Norte nas entidades parceiras.

O projecto FormInov tem como lema “Formar. Inovar. Cooperar. Valorizar.” e pretende colocar a ciência e a tecnologia ao serviço da comunidade, tendo sido muito focada neste seminário a importância da cooperação entre instituições para atingir os objectivos a que o projecto se propõe.

O envolvimento de sete das maiores instituições de I&D da zona Norte de Portugal vai ao encontro de uma estratégia de investimento na formação em áreas cruciais ao desenvolvimento da região.



INESC Porto © 2019  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.