B O L E T I M Número 77 de Novembro 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
 

N o t í c i a s  

INESC Porto LA  

A n ú n c i o s  

  • Jobs For The Boys And Girls
  • Nesta secção, o leitor encontra referência a anúncios publicados pelo INESC Porto, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Ver Opinião

 

D E S T A Q U E

Mostra de ofertas de inovação tecnológica em Portugal

INESC Porto brilha nas Jornadas da Inovação

Imagem Principal Artigo

O INESC Porto esteve presente nas 3ªs Jornadas da Inovação, organizadas pela Agência de Inovação (AdI), que decorreram na FIL em Lisboa, de 7 a 10 de Novembro. Com competências comprovadas nas áreas em destaque neste evento, a participação do instituto foi considerada um sucesso, como o comprovaram os elogios que vieram de todos os quadrantes, incluindo do próprio secretário de Estado da Ciência.

A terceira edição
Tendo recebido o convite directamente da AdI, o INESC Porto não podia deixar de participar nestas jornadas que pretendiam mostrar ao País os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos de empresas, instituições de I&D e universidades.

A terceira edição das Jornadas de Inovação foi organizada com o triplo objectivo de divulgar resultados da I&D, apoiar a valorização económica dos resultados e dinamizar parcerias e o estabelecimento de sinergias entre empresários, investigadores e investidores.

A tripla visibilidade
O INESC Porto esteve em destaque nos três espaços expositivos. Na exposição de resultados de projectos de I&D aplicada em ambiente empresarial, a presença do INESC Porto fez-se notar em diversos projectos promovidos pela AdI e em algumas redes de excelência como a Rede de Competência em Mobilidade e a Rede de Competência da Moda.

Na exposição de novas empresas de base tecnológica, que surgem da valorização de resultados de I&D, destacam-se os mais recentes spin-offs do INESC Porto: FiberSensing, XareVision e Tomorrow Options. Finalmente, no espaço reservado à exposição de actividades de I&D de Universidades e outras entidades do Sistema de Ciência e Tecnologia (SCT) com interesse para o mercado, o INESC Porto evidenciou-se apresentando um stand inovador e apelativo.

Da energia aos sensores
Uma das áreas em destaque no stand do INESC Porto foi a da Energia, simbolizada por um cérebro que aludia à intervenção do instituto na área de inteligência computacional, nomeadamente na conceptualização e desenvolvimento de modelos difusos para sistemas de energia baseados em redes neuronais, árvores de decisão, entre outros.

Na área da Optoelectrónica e Sistemas Electrónicos o foco esteve na aplicação de sensores de Bragg no desenvolvimento de uma prótese de anca com capacidades sensoriais para detectar descolamento e as regiões onde este vai ocorrendo ao longo do tempo. Por implantação do sensor em fibra na prótese, juntamente com sistema wireless de comunicação, pretende-se um método não invasivo, de monitorização em próteses de anca, permitindo definir metodologias clínicas de correcção e prevenção. O objecto em destaque foi então precisamente um fémur, instrumentado com os tais sensores.

Do calçado à qualidade da água
Um sapato representava as soluções inovadoras para o transporte, distribuição e armazenamento de produtos em curso de fabrico para o sector do calçado desenvolvidas pelo INESC Porto, nomeadamente no que diz respeito ao desenho de layouts destes sistemas e ao desenvolvimento de aplicações de software para gestão das operações, escalonamento da produção, balanceamento de linhas de produção, simulação, telemanutenção, entre outros.

O LIAAD – Laboratório de Inteligência Artificial e Apoio à Decisão, membro do INESC Porto LA, apresentou um aquário com algas, numa metáfora dos modelos desenvolvidos para previsão do aparecimento de blooms de algas, que estão associados à ocorrência anormal de valores muito elevados de abundância de certas algas em rios ou mares. Este fenómeno tem um impacto nocivo no equilíbrio ecológico desses ecossistemas.

Maximizar a integração de energias renováveis
Quem visitasse o espaço do INESC Porto podia conhecer ainda o projecto More Care EDA, desenvolvido para o sistema eléctrico da Ilha das Flores, nos Açores. Este projecto pretende fornecer ao operador de rede um conjunto de estratégias que permitam maximizar a integração das fontes de energia renovável e minimizar os custos de operação, garantindo uma operação segura do sistema.

Ligado directamente à rede eléctrica da ilha das Flores, o sistema em exposição fornecia, para as 24 horas seguintes, uma indicação do escalonamento aconselhado para as diversas máquinas do sistema, apresentando para cada período de 20 minutos a solução mais económica e segura de exploração. Além desta previsão, este projecto permite ainda a visualização da produção do sistema nas últimas 6 horas.

A mediatização e os elogios
As Jornadas da AdI receberam a visita, no dia 7 de Novembro, do Ministro da Economia e Inovação e do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que puderam assim conhecer o que mais inovador se faz de norte a sul de Portugal.

No dia 8 de Novembro foi a vez de o Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior marcar presença no evento. Manuel Heitor mostrou-se interessado nos projectos em destaque no espaço do INESC Porto e classificou este stand como “um dos melhores de toda a exposição”.

Entre Aspas

Luís Guardão (UESP)
-
Com que impressão geral ficou deste evento?
Apesar de haver muitos visitantes eram na sua maioria escolas e pessoas apenas a visitar. Houve no entanto alguns bons contactos especialmente interessados na questão das energias renováveis e sua gestão.

- Na sua opinião, qual é a importância da participação do INESC Porto neste evento?
Muito importante.
- O que mudaria no stand do INESC Porto?
Apesar de a imagem do stand ser excelente bem como as mensagens, falta algum efeito demonstrador e que não se pode resumir a um computador a correr uma aplicação, por muito interessante que seja. Devia-se investir em pequenos demonstradores como por exemplo no projecto More Care EDA: podia-se colocar uma pequena fonte de água, um gerador eólico em miniatura e uma fonte de vento de ar comprimido, pequenas máquinas eléctricas, tudo isto a funcionar com o auxílio do software de gestão e permitir algum tipo de interacção com os visitantes. Com este tipo de demonstradores, junto com uma boa imagem e pessoas com conhecimento dos projectos no stand, teríamos uma solução altamente apelativa e eficaz em todos os aspectos.

- Em relação aos projectos em exposição, notou interesse por parte dos visitantes? A que níveis?
Sim, na área da gestão das energias renováveis e igualmente na questão ambiental.

Virgínia Corrêa (ex-Grices)
Gostei muito! INESC Porto: A Inovação no seu pleno! Inovação na produção de bens e serviços e Inovação na forma de transmitir resultados! Parabéns!

José Correia (USIC)
- Com que impressão geral ficou deste evento?

Estive em representação da Rede de Competência em Mobilidade (RCM). Do ponto de vista das Redes, os interlocutores eram mais pessoas dos outros stands do que o público em geral.

- Na sua opinião, qual é a importância da participação do INESC Porto neste evento?
É o tipo de evento em que o INESC Porto tem de participar.

- O que mudaria no stand do INESC Porto?
A posição lateral do plasma, colocando-o numa posição mais central e frontal.

Ireneu Dias (UOSE) 
- Com que impressão geral ficou deste evento?
Uma impressão positiva geral de mostra de inovação no país. 

- Na sua opinião, qual é a importância da participação do INESC Porto neste evento?
Existe basicamente um custo de não participação. Sendo a AdI uma das agências financiadoras de alguns dos nossos projectos é imperativo estarmos presentes.

- O que mudaria no stand do INESC Porto?
Acrescentaria algum elemento mais interactivo que apelasse a um público mais vasto. Por outro lado, o plasma da USE deveria estar orientado para o público de forma a ser visto mais facilmente, embora a limitação neste caso tenha a ver com o espaço que nos foi atribuído.

- Em relação aos projectos em exposição, notou interesse por parte dos visitantes? A que níveis?
No dia em que estive, o primeiro, as visitas foram mais institucionais pelo que o interesse era genérico, de obtenção de informação. A outro nível a concepção do stand gerou interesse por parte de outras instituições que se referiram a ele em termos elogiosos para além de "chá e simpatia" usuais nestas ocasiões.



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.