INESC Porto
Boletim INESC Porto
 
B o l e t i m N ú m e r o : 4 0 ( i n t e r n o ) / 2 6 ( p ú b l i c o )
 

 

 

UTM conclui projecto Nuggets  

A Unidade de Telecomunicações e Multimédia (UTM) concluiu recentemente com sucesso a actividade relativa ao projecto NUGGETS (Networks Used in Globally Generic Television Systems), com a realização de uma demonstração e de um workshop nas instalações da ZDF (2 maior cadeia de televisão alemã), em Mainz.

Este projecto, iniciado em Abril de 2002 e liderado pela Thomson Broadcast Systems, foi uma prossecução natural do G-FORS (projecto IST), tido por muitos como o incubador do formato MXF (Material eXchange Format).

A lista de parceiros comporta nomes sonantes como: T-Systems, Enertec SA, INESC Porto, Snell & Wilcox, BTS Media Solutions GmbH, BTS Cameras B.V., ZDF - German TV.

O principal objectivo do projecto NUGGETS era a aplicação das tecnologias da informação e comunicação (TIC) na indústria de produção de conteúdos de vídeo e broadcasting. A par de inegáveis vantagens, a aplicação destas tecnologias (TIC) neste tipo de ambientes introduz igualmente novos problemas, para os quais o projecto procurou encontrar soluções.

Um dos problemas mais críticos identificado na fase de concepção e implementação foi o da latência na codificação e transmissão de vídeo em directo. O projecto procurou não só alterar o modo tradicional de transmissão de vídeo mas também redefinir o workflow da produção de conteúdos. Para a transmissão de vídeo considerou-se a utilização de redes públicas de pacotes (e, em particular, a Internet), o que introduz uma preocupação adicional: o suporte e a garantia de Qualidade de Serviço.

A principal contribuição do INESC Porto para este projecto consistiu no suporte e fornecimento de ferramentas para a codificação do vídeo no formato MXF, bem como um editor de metadados e um browser para a respectiva visualização. Esta tecnologia é utilizada hoje em dia de uma forma genérica pelos fabricantes de equipamento de vídeo e permite a transferência de material audiovisual entre equipamento de diferentes fabricantes de uma forma transparente e eficaz.

O formato MXF é independente do formato de vídeo (MPEG, DV, etc.) e encapsula num mesmo ficheiro o vídeo e os metadados. Estes são usados para descrição de conteúdos e podem ser utilizados posteriormente em pesquisa de material audiovisual de uma forma rápida e eficaz, usando palavras chaves como o título do evento, a data ou até os participantes. Permitem igualmente identificar no vídeo cenas interessantes, usando para isso uma tabela de indexação onde se mantém o registo desta informação.

Durante o workshop e a auditoria final do projecto foram feitas demonstrações que envolveram diferentes modos de transmissão entre os estúdios da ZDF em Mainz e a bolsa de Frankfurt: streaming de vídeo em tempo real, com controlo remoto de uma câmara, store and forward e store and forward a pedido. Este último modo consistiu na selecção de uma cena de material audiovisual armazenado num servidor, com base em metadados inseridos durante um processo prévio de visualização, e sua posterior transmissão.

Os desenvolvimentos efectuados pelo INESC Porto foram essenciais no sucesso da demonstração, que exigiu igualmente um esforço significativo de integração. A equipa do INESC Porto foi constituída por Filipe Sousa, Luís Filipe Teixeira, Jaime Cardoso e Cláudio Vieira e coordenada por José Ruela.

Poder-se-á antever uma continuação do projecto para cobrir de uma forma mais ampla os cenários de pós-produção, bem como para investigar alguns dos aspectos relacionados com a segurança, quer ao nível do transporte quer ao nível dos conteúdos.