B O L E T I M Número 74 de Julho 2007 - Ano VII

 BIP in English  BIP in English 

Início Destaque Editorial Especial Arquivo
   

N O T Í C I A S


Roleta Russa

Não perca a Roleta Russa desta edição com "vítimas" muito interessantes. Conheça melhor Judite Campos, Sílvia Barbosa e Ariel Guerreiro.

  Nome

Judite Campos

Tipo de Ligação

Estagiária

Unidade/Projecto

DIL

Três coisas que faria se soubesse que iria morrer amanhã

Dava muitos beijos aos meus pais e irmãos (são as minhas paixões), muito mimo à minha avó e gastava o dinheiro todo em coisas que às vezes me apetece comprar, mas que não o faço por achar que não são essenciais.

Que faria se um dia acordasse e tivesse mudado de sexo

Ficava ainda mais louca... Procuraria um psiquiatra sem dúvida... e certificava-me se ainda tinha a mesma cara.

Continuaria a trabalhar no INESC Porto se lhe saísse o Euromilhões

Sim, mas em part-time... afinal teria que dar um rumo ao dinheirinho (não fosse ele ganhar mofo).

Quem não gostaria de ter como vizinho

As minhas pseudo-amigas.

Uma coisa que o ponha doido

A falsidade, a desonestidade, tudo o que tenha a ver com isso.

Que maldade faria à pessoa que mais detesta no INESC Porto

Maldade?? Não entra no meu vocabulário... no máximo ignorava-a.

Fantasia que nunca realizou

Estar com o George Clooney!

 

Nome

Sílvia Barbosa

Tipo de Ligação

Estagiária

Unidade/Projecto

UESP

Três coisas que faria se soubesse que iria morrer amanhã

Se soubesse que iria morrer amanhã, primeiro ia ter com a minha família para estar com eles e despedir-me. Depois, ia ter com os meus amigos mais chegados, e, no final do dia, ia para os copos!

Que faria se um dia acordasse e tivesse mudado de sexo

Não faço ideia, mas imagino que dava um berro, para começar... Depois ia ao médico para voltar a pôr tudo como estava;).

Continuaria a trabalhar no INESC Porto se lhe saísse o Euromilhões

Provavelmente, sim.

Quem não gostaria de ter como vizinho

Qualquer pessoa pode ser meu vizinho, desde que não me incomode... A partir do momento que se metem na minha vida para me causar qualquer tipo de
dano, eu não suporto.

Uma coisa que o ponha doido

Ficar demasiado tempo presa em casa deixa-me ficar doida.

Que maldade faria à pessoa que mais detesta no INESC Porto

Estritamente nada.

Fantasia que nunca realizou

Sei lá... Tenho bastante imaginação! Todos os dias tenho ideias insólitas, mas não há nenhuma em especial.

 

Nome

Ariel Guerreiro

Tipo de Ligação

Docente

Unidade/Projecto

UOSE

Três coisas que faria se soubesse que iria morrer amanhã

Ia para um SPA magnífico para ser intensamente mimado; dava uma festa de arromba para as pessoas que mais gosto, desde família a amigos; dançava a noite toda.

Que faria se um dia acordasse e tivesse mudado de sexo Aproveitava para descobrir o que falam as senhoras quando estão juntas!
Continuaria a trabalhar no INESC Porto se lhe saísse o Euromilhões

Claro, mas primeiro tirava umas belíssimas férias.

Quem não gostaria de ter como vizinho

Pessoas barulhentas, um aeroporto, uma pedreira e uma auto-estrada.

Uma coisa que o ponha doido

Os afectos deixam-me doido de felicidade.

Que maldade faria à pessoa que mais detesta no INESC Porto

Se vier um dia a detestar alguém no INESC Porto, a resposta é simples: primeiro clona-se a pessoa e depois faz-se a dita pessoa e o clone partilharem o mesmo espaço de trabalho. Se calhar seria maldade a mais!

Fantasia que nunca realizou

Ser CEO do INESC Porto! (risos)
A sério, gostaria de fazer uma exposição com os quadros que vou pintando no (pouco) tempo livre que tenho.



INESC Porto © 2021  |Discutir no Forum   |Ficha Técnica   |Topo      

RESPONSABILIDADE: O BIP é um boletim irreverente e não oficial e os artigos e opiniões publicados não pretendem traduzir a posição oficial da instituição, sendo da responsabilidade exclusiva dos seus autores.